Colunistas

É hora de voltar gradativamente ao trabalho. Agora é #idososfiquememcasa

26/03/2020 - 14h:08min
Eduardo Costa - Cotidiano

Quase uma semana do decreto de isolamento social, assinado pelo Prefeito Ivo de Lima, que determina o fechamento do comércio e indústrias com algumas exceções, vejo diariamente das janelas panorâmicas do estúdio da ClicRádio, localizado na esquina da avenida Olavo Moraes com a rua Júlio de Castilhos, onde apresento o programa Bom Dia Camaquã, dezenas de idosos circulando pelas ruas. É impressionante a falta de consciência destas pessoas que são da faixa de risco de contaminação do Coronavírus. Sim, os idosos parecem continuar vivendo uma vida normal.

Eles, além de outros integrantes do grupo de risco como fumantes, diabéticos, cardíacos e pessoas que possuam baixa imunidade, são alvo da pandemia e precisam respeitar as determinações dos setores da saúde. Enquanto isso, pessoas fora do grupo de risco que integram os setores produtivos da comunidade camaquense permanecem em casa, isolados, sem produzir. A economia parou e com isso, muitos trabalhadores autônomos, pessoas que vivem em extrema pobreza, já começam a sair as ruas para pedir auxílio, seja através de um dinheiro emprestado ou de um alimento doado.

Tendo em vista que Camaquã não possui nenhuma confirmação de contágio pelo Coronavírus, já que o Governo do RS considerou como sendo de Cerro Grande do Sul o caso da mulher de 58 anos diagnosticada com a doença e que estava hospitalizada no Hospital Nossa Senhora Aparecida, as autoridades do Comitê de Crise criado pelo Executivo Municipal devem tratar as negociações de voltar as atividades gradativamente a partir da próxima semana.

A estrutura para atendimento às pessoas que por ventura se contaminem com o Coronavírus está montada e deve começar a funcionar até a próxima segunda-feira (30), segundo o Secretário da Saúde, Luciano Pereira Dias. Idosos e demais pessoas de risco precisam permanecer em casa, em isolamento social, para não se contaminarem. Parentes destas pessoas necessitam tomar os devidos cuidados e precauções para não contaminarem seus familiares do grupo de risco da doença. E o comércio e a indústria, devem retomar aos poucos a fazer a engrenagem girar, também respeitando as orientações técnicas das autoridades em saúde. É hora de voltar gradativamente ao trabalho. Agora é #idososfiquememcasa.

deixe seu comentário