Polícia

Polícia pretende ouvir no hospital motorista que sobreviveu a acidente na BR-116, em Cristal

Bebê de apenas um dia de vida está entre as quatro vítimas fatais da colisão entre dois veículos no Km 421 da rodovia, em Cristal
20/08/2019 - 16h:39min - Fonte: GaúchaZH

A Polícia Civil pretende ouvir ainda no hospital o motorista envolvido em acidente que acabou com quatro mortes — incluindo uma bebê de apenas um dia de vida — na BR-116, em Cristal, no sul do Estado, na noite de domingo (18). O homem está internado no Hospital de Pronto Socorro (HPS) de Porto Alegre em estado regular. 

O delegado Edson Ramalho, titular da Delegacia de Polícia de São Lourenço do Sul, encaminhou um documento à Polícia Civil em Porto Alegre solicitando o interrogatório do motorista. Ramalho destaca que a ação é necessária, pois o depoente mora fora do Estado.

— É comum ouvir no hospital, até porque, pelo que a gente viu, a vítima não é do Rio Grande do Sul. A gente tem de ouvir o quanto antes, depois ele retorna e fica mais difícil. 

Leia mais: Casal que morreu em acidente deixa três filhos órfãos

 

Veja o vídeo, do Guilherme Rockett, enviado ao Clic Camaquã:

 

Ramalho disse que ainda não tem a previsão de quando o motorista sobrevivente será ouvido. O inquérito policial apura o crime de homicídio culposo de trânsito (quando não há intenção de matar). O delegado disse que a possível autoria só poderá ser apontada com a análise da perícia e demais informações colhidas na investigação. 

O delegado aguarda o resultado da perícia e a análise do relatório da Polícia Rodoviária Federal (PRF) para avançar no caso. A PRF informou que o acidente teria sido causado por uma ultrapassagem malsucedida. Equipes que atenderam a ocorrência apuraram que o motorista do Gol, com placas de Belo Horizonte, tentou ultrapassagem, mas deslocou o carro para o acostamento ao se deparar com o Gol da prefeitura de Cristal. No entanto, o condutor do veículo da prefeitura teria feito o mesmo movimento e os dois carros batido de frente no acostamento. 

Leia mais: Grave acidente deixa quatro mortos na BR-116, em Cristal

O acidente aconteceu em uma reta onde a ultrapassagem é permitida. A velocidade máxima no trecho é de 80km/h.

Além do motorista que conduzia o carro da prefeitura, morreram Elizete Oliveira Rodrigues, 43 anos, e Valdomiro Meirelles dos Santos, 45 anos, e a filha recém-nascida do casal, que tinha um ano de vida. A família voltava de São Lourenço do Sul, onde a bebê nasceu no sábado (17). 

deixe seu comentário