Polícia

Adolescente de 17 anos é apreendido e confessa ataque em escola de Charqueadas

Polícia não confirma a identidade do jovem e a motivação para o crime
21/08/2019 - 17h:23min - Fonte: Correio do Povo

Um adolescente de 17 anos apreendido pela Brigada Militar nesta quarta-feira confessou ser o responsável pelo ataque com um machadinha no Instituto Estadual de Educação Assis Chateaubriand, em Charqueadas. O vice-governador do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, que está na cidade, confirmou a informação. Ele era um ex-aluno e foi reconhecido pelas vítimas. A polícia não confirma a identidade do menor, recolhido cerca de três horas após a invasão e encaminhado à delegacia do município, acompanhado por familiares.

Na tarde de hoje, por volta das 13h10min, ele invadiu a escola no bairro Vila Aços Finos Piratini e atacou alunos com umo objeto. Dois meninos de 14 anos, duas meninas de 12, uma de 13 e uma de 14 foram encaminhadas para o Hospital de Charqueadas. Eles sofreram cortes superficiais e elas escoriações adquiridas no momento em que tentavam fugir. Todos já receberam alta.

De acordo com o chefe do Corpo de Bombeiros Voluntários da cidade, Maurico Naatz, o agressor portava um galão de gasolina e tentou atear fogo em um ambiente. “Espalhou por uma das salas e deu golpes num painel elétrico para ver se conseguia causar um incêndio, mas não conseguiu”, comentou.

O jovem foi desarmado pelo professor de educação física e, então, fugiu pelo portão principal. Na escola, foram encontradas garrafas de vidro vazias que possivelmente seriam usadas para fabricar coqueteis molotov, além de um isqueiro.

O ataque

Um ataque ao Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand, em Charqueadas, na região metropolitana de Porto Alegre, deixou pelo menos seis alunos e uma professora feridos no começo da tarde desta quarta-feira (21). O criminoso, que usou uma machadinha, é um adolescente, informou a Secretaria Estadual de Educação.

A Polícia Civil acrescentou que as vítimas não tiveram ferimentos graves e foram encaminhadas ao Hospital de Charqueadas, que informou que elas não correm riscos. Os alunos feridos são:

  • dois meninos e uma menina de 14 anos;
  • uma menina de 13 anos;
  • e duas meninas de 12 anos.

Bombeiros e Brigada Militar nas imediações do Instituto Estadual Educacional Assis Chateaurbriand, em Charqueadas (RS), nesta quarta-feira (21) — Foto: Meta Notícias

Bombeiros e Brigada Militar nas imediações do Instituto Estadual Educacional Assis Chateaurbriand, em Charqueadas (RS), nesta quarta-feira (21) — Foto: Meta Notícias

O delegado Marco Aurélio Schalmes, da Polícia Civil de Charqueadas, afirmou ao G1 que o criminoso entrou pelos fundos do colégio e foi direto para uma das salas de aula. Lá, lançou o coquetel molotov, que não chegou a ferir ninguém, e em seguida passou a golpear alunos com uma machadinha.

Leia mais: ATENTADO: Homem ataca alunos com golpes de machado em escola de Charqueadas

Ainda segundo o delegado, um professor de educação física percebeu a movimentação e entrou na sala. Ele, então, conseguiu imobilizar e desarmar o criminoso, que no entanto conseguiu se desvencilhar e fugiu pulando um muro na parte da frente da escola.

Após o ataque, Bombeiros e BM foram até o local.

Até a última atualização desta reportagem, a Secretaria disse que estava se deslocando para lá. O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), informou que o vice, Ranolfo Vieira Júnior, também estava a caminho do colégio.

 

Massacre em Suzano

Em 13 de março, um adolescente e um jovem encapuzados atacaram a Escola Estadual Professor Raul Brasil, e mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio. Em seguida, um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou. Pouco antes do massacre, a dupla havia matado o proprietário de uma loja da região. Os criminosos eram ex-alunos do colégio.

deixe seu comentário