Esporte

Pela primeira vez na história, mulher apitará um jogo do Grêmio

Partida desta quarta-feira, contra o Ceará, terá Edina Alves como árbitra principal
09/10/2019 - 12h:14min - Fonte: GaúchaZH

A partida entre Grêmio e Ceará, nesta quarta-feira (9), em Caxias do Sul, entrará para a história. Pela primeira vez, uma mulher apitará um jogo do Tricolor. A missão caberá a Edina Alves Batista, que terá Marcelo Van Gasse e Luiz Alberto Nogueira como auxiliares.

A paranaense de Goierê, 38 anos, pertence ao quadro da Federação Paulista de Futebol e, desde 2015, ostenta o escudo da Fifa. Neste ano, atuou em quatro partidas pelo Brasileirão — a primeira delas na sexta rodada, na vitória por 1 a 0 do CSA sobre o Goiás, marcou o retorno de uma mulher ao apito na Série A após 14 anos de ausência. Os outros jogos foram Atlético-MG 2x2 Fortaleza (11ª rodada), Botafogo 0x0 Chapecoense (16ª rodada) e Avaí 0x3 Flamengo (18ª rodada). Também trabalhou em cinco jogos da Série B. 

Resultado de imagem para Edina Alves

 

Histórico

Antes de Edina, houve Silvia Regina de Oliveira, também federada por São Paulo, que se tornou a primeira a trabalhar na elite do futebol nacional em 2003. Atuou até 2007, quando definiu por sua aposentadoria.

Entre os jogos apitados por Silvia Regina, aparecem dois jogos do Inter — curiosamente, ambos contra o Fortaleza, pelo Brasileirão de 2003. No Beira-Rio, Fernandão marcou o único gol da vitória colorada. No Castelão, os cearenses aplicaram 3 a 0, com duas falhas do goleiro Clemer.

Neste ano, Silvia Regina tem atuado como observadora de VAR. Esteve presente em nove rodadas do campeonato nacional, incluindo a derrota do Grêmio para o Fluminense, por 5 a 4, na Arena, pela terceira rodada, e a vitória do Inter sobre o Atlético-MG, em Belo Horizonte, na 19ª  rodada. Também exerceu a função em Grêmio 1x1 Bahia, pela Copa do Brasil.

Leia também: Na cor preta, Inter oficializa terceira camisa de jogo da temporada 

 

deixe seu comentário