Saúde e Bem Estar

Vacinação contra o sarampo tem Dia D neste sábado

Neste sábado (14), todas as cidades da região terão horário especial de atendimento em posto de saúde e unidades de saúde; confira
15/02/2020 - 16h:18min - Fonte: Com informações de DECOM - São Lourenço do Sul

O Ministério da Saúde lançou nesta semana a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo com o slogan "Mais proteção para sua família". O Dia D de vacinação é neste sábado (15) quando as unidades de Saúde estarão abertas. Em São Lourenço do Sul, as unidades da cidade atenderão das 8h às 17h e as unidades do interior das 9h às 16h.

Em Camaquã, a Secretaria da Saúde estará com salas de vacinação nos postos Telmo Marder, Centro Social Urbano, Secretaria da Saúde e Carvalho Bastos, atendendo das 8h às 17h, sem fechar ao meio dia.

Nesta etapa, o país convoca mais de 3 milhões de crianças e jovens para a vacinação. Pessoas entre 5 e 19 anos devem fazer a vacina para imunização contra a doença que é grave, pode matar e está sendo registrada em três estados do Brasil. A Campanha que começou no dia 10 de fevereiro segue até 13 de março.  

 

A campanha

O público-alvo da ação são crianças e jovens que tenham entre cinco e 19 anos que nunca fizeram a vacina ou quem recebeu apenas uma dose.

Segundo estimativa da Secretária de Saúde do estado, 245 mil crianças e jovens dessa idade não estão protegidos contra a doença. Desde agosto do ano passado, 82 casos de sarampo foram confirmados no Rio Grande do Sul. Um em cada quatro casos registrados foi em pessoas nessa faixa etária.

O Dia D de Mobilização nacional está marcado para sábado (15). Também podem procurar as unidades de saúde quem perdeu a caderneta de vacinação.

 

A doença 

Sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus. Sua transmissão ocorre quando o doente tosse, fala, espirra ou respira próximo de outras pessoas. Qualquer indivíduo que apresentar febre e manchas no corpo (exantemas) acompanhado de tosse, coriza ou conjuntivite deve procurar os serviços de saúde para investigação, principalmente aqueles que estiveram nos 30 dias anteriores em viagem a locais com circulação do vírus.

Casos suspeitos devem ser informados imediatamente às secretarias municipais de saúde ou para o Disque Vigilância, no número 150.

deixe seu comentário