Saúde e Bem Estar

Não são apenas idosos! Entenda quem está nos grupos de risco do Covid-19

Quem cuida ou convive com pessoas do grupo de risco para contágio do coronavírus, tem que prestar bastante atenção a pequenas atitudes do dia a dia
24/03/2020 - 15h:11min - Fonte: G1

Além dos cuidados que todos devemos ter para se prevenir do coronavírus, tem gente que precisa se cuidar ainda mais. Muito mais! São os chamados grupos de risco.

Os idosos fazem parte deste grupo de pessoas que têm maior chance de ter complicações se forem infectadas pelo novo coronavírus.

“A partir dos 50 é que o óbito começa, o risco de óbito começa subir e vai pra 2%, sobe pra 4%. Acima de 60, vai dobrando. Acima de 70 para 8%, acima de 80 chega a 15%. Então obviamente essa população é uma população vulnerável”, explica o infectologista Estevão Portela Nunes.

Além dos idosos, pessoas com as seguintes doenças crônicas também estão dentro do grupo de risco:

- Diabéticos

- Hipertensos

- Pessoas com problemas no coração

- Asmáticos

- Doentes renais

- Fumantes, que têm o pulmão mais prejudicado por causa do cigarro.

“As pessoas que tem esse grau de imunodeficiência, elas não conseguem primeiro montar uma resposta inicial contra esses agentes invasores. Ele vai causar provavelmente doenças mais agressivas”, explica o infectologista.

Quem cuida ou convive com pessoas do grupo de risco para contágio do coronavírus, tem que prestar bastante atenção a pequenas atitudes do dia a dia, além de lavar bem as mãos. Manter uma distância razoável pra que quando a pessoa fale, não esteja disseminando gotículas da saliva e não compartilhar objetos como toalhas de rosto, copo, garfo e faca em casa, são passos importantes na prevenção da doença.

 

União e Prevenção

 Nos últimos dias, o principal assunto na cidade de Camaquã tem sido, infelizmente, o Coronavírus. A epidemia do vírus Covid-19 modificou a rotina dos camaquenses de forma drástica, principalmente a partir do decreto que fechou o comércio local, limitando a abertura apenas dos serviços básicos da comunidade. Desde então, as redes sociais tem sido tomadas por discussões sobre o assunto e diversos pontos preocupantes tem sido abordados.

Um deles, no entanto, não tem recebido a devida atenção: a prevenção. Para que toda a comunidade consiga passar por esta pandemia, é importante que sejam disseminadas informações sobre o que fazer e como se prevenir desta doença. Com isso em mente, trazemos uma reportagem completa com o decreto, o que fazer ao apresentar sintomas e todas as orientações repassadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), além do Ministério da Saúde e da Secretaria da Saúde Estadual.

Durante a manhã deste sábado (21), o programa Controle Geral trouxe entrevista exclusiva com Luciano Pereira Dias, secretário municipal da Saúde e o doutor Tiago Bonilha, diretor técnico do Hospital Nossa Senhora Aparecida de Camaquã. Juntos, eles tiraram diversas dúvidas enviadas pelos internautas durante a transmissão e falaram sobre os principais métodos de prevenção indicados.

Além disso, os profissionais ainda destacaram os procedimentos indicados para as suspeitas de Coronavírus em Camaquã. É esperado um aumento no número de suspeitas e a confirmação de casos em Camaquã. Ainda sim, os camaquenses devem seguir todos os passos indicados para que, desta forma, os danos sejam minimizados o máximo possível.

Confira a entrevista completa a partir de 1h de transmissão:

 

Principais notícias sobre o Coronavírus em Camaquã 

Idosos terão restrição de horário para circular em supermercados de Camaquã: https://bit.ly/3bknLMj

Câmara irá disponibilizar R$4,3 milhões ao Hospital de Camaquã: https://bit.ly/2UADxf5

Novo decreto restringe horário de supermercados e restaurantes de Camaquã: https://bit.ly/2UhAolM

Idosos de Camaquã vão receber vacina contra a gripe em casa: https://bit.ly/2vMmvCC

Estacionamento Rotativo está suspenso a partir desta segunda: https://bit.ly/3drgOuW

Vídeo de médico sobre caso positivo de Covid-19 em Camaquã não condiz com a realidade: https://bit.ly/3dmR5n2

Para evitar aglomerações, camaquenses podem comprar no Roxo pelo WhatsApp: https://bit.ly/3b8PNKG

Coleta Seletiva reduz rotas durante o período de quarentena: https://bit.ly/2WxN3Ct

Postos de combustíveis não funcionarão aos domingos no RS: https://bit.ly/3a9gxdL

Após decreto, Centro de Camaquã tem movimento reduzido: https://bit.ly/2Unh2ua 

Agência do SINE/FGTAS limita atendimentos em Camaquã: http://bit.ly/33BCsrF

Hospital e Prefeitura assinam documento de intenção para implantar UTI de combate ao Coronavírus em Camaquã: http://bit.ly/3dcMEv0

Cartório Eleitoral de Camaquã tem atendimento suspenso até o final de março: http://bit.ly/3dck5hf

ClicTV: Camaquense de 9 anos grava vídeo com dicas de prevenção ao Covid-19: http://bit.ly/2x4GD33

Farmácias de manipulação agora podem vender álcool gel: http://bit.ly/2x2bkWB

Camaquenses devem denunciar aumento abusivo do álcool gel: http://bit.ly/2IUakX5

Transporte público de Camaquã sofre alterações: http://bit.ly/3a0f61b

Camaquã tem emissão de documentos suspensa pelos próximos 15 dias: http://bit.ly/33raqz0

OMS não recomenda usar ibuprofeno para tratar Covid-19: http://bit.ly/2UccoPC

Hospital de Camaquã suspende visitas hospitalares: http://bit.ly/3a1FGaf

 
O que fazer ao apresentar sintomas em Camaquã?

No começo da manhã desta quinta-feira (19), subiram para dez as suspeitas de Coronavírus em Camaquã. A informação foi trazida pela Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Camaquã, que informou que o resultado dos casos investigados deve ser divulgado nos próximos dias.

De acordo com o médico Tiago Bonilha, que participou do programa Bom Dia Camaquã desta segunda-feira (16), quem tiver com sintomas de gripe e esteja desconfiado que possa ser Coronavírus deve permanecer em casa e ligar para a Secretaria de Saúde, através do número (51) 3692-3266 ou 3692-2050. A secretaria vai encaminhar um profissional que vai realizar a coleta de material para testar se a pessoa realmente está com a doença. 

Junto ao secretário Luciano Pereira Dias, ambos aconselharam que camaquenses evitem de ir até a UPA ou ao Pronto Socorro sem buscar a informação da real necessidade do atendimento. Por exemplo, um camaquense que apresente sintomas leves como dor de cabeça, resfriado, tosse ou qualquer outro sintoma de gripe, pode ser medicado e curado sem a necessidade de sobrecarregar os locais para atendimentos complexos, que poderão estar lotados caso a doença siga se espalhando. Acompanhe a entrevista: 

Eles ainda deixaram orientações para quais casos se deve procurar cada tipo de unidade de saúde da cidade. Durante a entrevista, ambos ainda destacaram que muitos dos cuidados essenciais para a não propagação deste e de qualquer outro vírus são extremamente simples e podem ser incorporados à rotina. Lavar as mãos com frequência, seguir a "etiqueta" adequada ao espirarr e diversos outros pontos que podem ser feitos com facilidade.

É importante destacar também que casos menos graves podem ser atendidos nas Unidade Básicas de Saúde (UBS). Caso seja apenas um resfriado, o repouso e a ingestão de líquidos pode oferecer melhoras significativas em menos de 48h. Ao final desta matéria, trazemos algumas dúvidas sobre o Covid-19, maneiras de contágios e formas de prevenção, além das diferenças da doença para resfriados e gripes mais comuns.

CORONAVÍRUS: Tire suas dúvidas e saiba como se prevenir

“A gente sabe que isso vai se disseminar de forma mais agressiva nos próximos dias. As próximas duas, três semanas vão ser cruciais. Por isso a importância de tomar algumas medidas preventivas para que a gente não tenha um surto como aconteceu nos países como a Itália e Espanha e o próprio Estados Unidos que já estão passando por complicações.”, comentou.

Tiago Bonilha orientou que algumas medidas que parecem simples, são muito importantes. “A demora na percepção da importância dessa pandemia foi o que fez com que países errasse na estratégia de contenção dessa doença”, falou. Tiago orientou que as pessoas procurem se informar em fontes confiáveis, como o próprio site da secretaria de saúde, veículos de informação e evitar as mensagens de WhatsApp.  

 

UPA

Fica restrito o acompanhante para pacientes na UPA Mario Nunes Lacerda por tempo indeterminado, exceto para crianças e idoso que poderão ter 1 acompanhante por vez.

Fica restrito a visitação de qualquer paciente dentro das dependências da unidade de pronto atendimento, sem exceções.

O paciente que for identificado como suspeito receberá uma máscara e ficara em uma sala isolado dos demais aguardando atendimento;

Os funcionários da unidade deveram realizar os atendimentos com máscara, para sua proteção devido o tempo de exposição dos mesmos dentro da unidade de saúde.

Será informado a população que só procure a UPA, em casos onde o paciente apresentar um conjunto de sintomas graves como (febre, tosse, falta de ar), os demais casos leves devem procurar a rede básica de saúde. 

 

Unidades Básicas de Saúde e Policlínicas

Fica restrito o acompanhante para pacientes nas consultas e procedimentos nas Unidades Básicas de saúde por tempo indeterminado, exceto para crianças e idoso que poderão ter 1 acompanhante por vez.

O paciente que for identificado como suspeito receberá uma máscara e ficara em uma sala isolado dos demais aguardando atendimento;

Os funcionários da unidade deveram realizar os atendimentos com máscara, para sua proteção devido o tempo de exposição dos mesmos dentro da unidade de saúde.

Será informado a população que em casos que não são considerados suspeitos, o paciente não deve procurar as unidades se apresentar somente sintomas de um quadro viral de gripe leve  (coriza, e indisposição momentânea) que nessas situações o paciente se hidrate e se alimente e durma bem e só procure a Unidades de saúde em casos que os sintomas evoluam para (tosse e febre), nesse caso o médico da unidade avaliará a necessidade de internação do paciente.

Todos setores da secretaria da saúde deverão ser constantemente Higienizados com Álcool Gel 70%.

Os passageiros do setor de transporte quando forem marcar suas viagens se identificados que estão com quadro gripal, serão aconselhados a remarcar suas consultas, se apresentar o quadro gripal na viagem será entregue e exigido o uso da máscara pelo motorista.

A secretaria da saúde fornecerá um telefone para que casos que se enquadrem dentro das situações citadas abaixo entrem em contado solicitando orientações e atendimento.

O paciente passará por uma triagem para ser considerado suspeito deve apresentar: Febre + Sinais ou sintomas respiratórios (tosse seca, dor de garganta, dor no corpo, dor de cabeça, prostração, dificuldade de respirar, alteração nos batimentos cardíacos) + histórico de viagem para as áreas de transmissão lacais ou contato próximo com casos suspeitos ou contato próximo com casos confirmados, nos últimos 14 dias. 

 

Perguntas e respostas

Para melhor entendimento, o portal GAZ trouxe uma série de perguntas e respostas sobre a doença e como se prevenir. Confira: 

1. O que é o coronavírus?
É um vírus que causa Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Um vírus é uma caixa de proteínas com material genético dentro do qual precisa de uma célula viva para se replicar. Ele entra na célula através da ligação com os receptores e a "reprograma" para fazer cópias de si mesma, funcionando como um modelo para replicar mais vírus dentro do corpo.

Nesse caso, o Sars-Cov-2 usa o ACE2 como receptores, encontrados principalmente no trato respiratório. O vírus infecta as células alvo causando danos. A resposta inflamatória e imune resultante pode causar o desenvolvimento de pneumonia nos casos mais graves. O impacto depende do indivíduo e de como seu corpo reage.

2. A quais sintomas devo ficar atento?
Febre, calafrios, dor de cabeça, mal-estar, dores no corpo, dificuldade para respirar e tosse. Ao apresentar sintomas, a recomendação é se isolar e notificar a Secretaria de Saúde.

3. Como prevenir o novo coronavírus?
O mais importante é ter um corpo saudável, pois, nesse caso, mesmo que entre em contato com o novo coronavírus, o sistema imunológico da pessoa consegue combatê-lo ou atenuar os sintomas.

Outras medidas essenciais contra a propagação são: higienizar as mãos após espirrar ou tossir; usar álcool gel; evitar tocar mucosas dos olhos, nariz e boca; cobrir nariz e boca com lenços descartáveis ao espirrar ou tossir; lavar as mãos com frequência; manter os ambientes bem ventilados; não compartilhar objetos como talheres, pratos e copos; evitar compartilhar o chimarrão; reduzir contato com pessoas que apresentem sintomas respiratórios; evitar cumprimentos com beijos ou toques; evitar espaços com aglomerações; entre outros cuidados comuns para evitar gripes.

Um cuidado que dura poucos segundos, mas que faz a diferença na prevenção ao novo coronavírus. Lavar as mãos todo mundo, teoricamente, sabe, mas há detalhes na higienização que precisam ser revistos, observados e colocados em prática. A pandemia do Covid-19 decretada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) tem deixado a população mundial sob alerta. 

Como ponto de partida das medidas de combate à doença adotadas pelo Governo do Distrito Federal (GDF), o secretário-adjunto de Assistência à Saúde da Secretaria de Saúde, Ricardo Tavares, explica em vídeo o procedimento correto – mais barato e tão eficaz quanto o álcool gel – de lavar as mãos. Fique atento!

4. A máscara evita que eu seja contaminado?
A máscara cirúrgica, o tipo mais comum, evita que quem tenha a doença transmita a outra pessoa. Para quem ainda não está contaminado, o uso de máscara ajuda somente a evitar o contato das mãos na região do rosto.

5. O novo coronavírus tem tratamento?
Ainda não há vacina nem tratamento contra o coronavírus, apenas os sintomas são tratados. Por isso é tão importante a prevenção.

6. A vacina contra gripe me protege do novo coronavírus?
São vírus diferentes, portanto a vacina contra gripe não protege do novo coronavírus. Entretanto, uma pessoa que tomou a vacina tem menos risco de ficar gripada e, com isso, apresenta menos chances de ser contaminada pela nova doença, já que o sistema imunológico não está fragilizado.

7. Quais são os grupos de risco da doença?
Crianças com até 6 anos, cujo sistema imunológico ainda não está totalmente formado, idosos, imunodeprimidos, gestantes e mulheres que deram à luz recentemente.

8. Recebi uma encomenda do exterior. Posso me contaminar?
O vírus sobrevive poucas horas em superfícies de objetos e o tempo pode variar de acordo com a temperatura do local. Mesmo assim, é recomendado que passe álcool na embalagem antes de tocá-la sem proteção.

9.Como o Covid-19 se espalha?

No momento, sabemos que o vírus é transmitido através de gotículas contaminadas. Gotas de saliva ou muco transportando o vírus respiratório podem viajar de um a três metros através da tosse ou espirro. O vírus precisa entrar totalmente no trato respiratório para que a infecção ocorra, mas é por isso que o risco de infecção pode ser reduzido, evitando o contato próximo com pessoas doentes.

Lavar bem as mãos reduz bastante o risco de infecção. Há relatos de que a infecção é possível por fezes e sistemas de ventilação de ar recirculado e aparelhos de ar condicionado. Mas isso não foi estudado sistematicamente, por isso é difícil dizer com 100% de certeza.

Clique aqui e confira o guia ilustrado do Portal G1 sobre a doença. 

10. Quais as diferenças para outras doenças semelhantes?

O novo coronavírus (Covid-19) tem sintomas semelhantes a outras síndromes como resfriado e gripe. Por causa dessa condição, muitas vezes pacientes podem se confundir em relação à sua condição, o que pode gerar problemas, minimizando um cuidado necessário à prevenção contra a pandemia que assola o mundo e o Brasil.

Para esclarecer as diferenças, o Ministério da Saúde elaborou materiais de divulgação explicando cada uma das síndromes e como os sintomas se manifestam. No caso da febre, por exemplo, a ocorrência dela é comum em casos de Covid-19 e de gripe, mas rara em resfriados.

Os espirros são comuns em resfriados, mas raros tanto em gripes quanto em Covid-19. O nariz entupido aparece frequentemente em resfriados, às vezes em gripes e, raramente, em casos do novo coronavírus. A dor de cabeça é rara em resfriados, comum em gripes e pode surgir em infecções pelo novo coronavírus.

Quando uma pessoa estiver com sintomas correspondentes à Covid-19, é importante seguir as orientações do Ministério da Saúde e procurar um posto de saúde para obter orientação médica quanto às medidas.

No Brasil, a desinformação está circulando com força total. Um dos boatos fala sobre uma espécie de teste caseiro, que revelaria se a pessoa foi contaminada pela doença: respirar fundo, prender a respiração por mais de 10 segundos. Se conseguir fazer isso sem tossir, você não está infectado. A questão é séria e fez com que o Ministério da Saúde montasse uma página dedicada ao monitoramento dessas histórias e a checagem dos fatos.

 

Orientações

Evite anti-inflamatórios: a Organização Mundial da Saúde recomenda que as pessoas não usem ibuprofeno para tratar possíveis sintomas de coronavírus. Anti-inflamatórios ativam um receptor do organismo que pode agravar a doença.

Quem chegar de viagem do exterior: a recomendação do Ministério da Saúde é de que todos os viajantes devem ficar em isolamento domiciliar por sete dias, a partir da data de desembarque, mesmo que não apresente sintomas. Para quem tiver algum sinal da doença, a orientação é ficar em isolamento por 14 dias. Também devem acionar a Vigilância Epidemiológica pelo telefone 3715-1546 ou o Ministério da Saúde pelo 136.

Agendamento de consultas: pessoas com mais de 60 anos devem fazer agendamentos de consultas de rotina por telefone, diretamente com a unidade de saúde mais próxima.

Velórios: a recomendação é para que as cerimônias de despedidas sejam acompanhadas apenas por familiares e amigos próximos.

Restaurantes e estabelecimentos comerciais: devem ter álcool gel à disposição nos banheiros e/ou caixas.

Fábricas e indústrias: a Prefeitura pede que as empresas ampliem ou alternem o horário de intervalo para evitar aglomerações de pessoas nos refeitórios.

Transporte público e escolar: empresários e concessionários devem reforçar a higienização dos veículos e aumentar a ventilação dentro deles. Também devem disponibilizar álcool gel aos usuários.

Escolas, universidades e centros de educação ou idiomas: devem disponibilizar álcool gel aos frequentadores. Em Camaquã, as aulas presenciais estão suspensas em todas as redes de ensino. 

Formaturas, festas de aniversários e casamentos: a recomendação é para que se evitem aglomerações e se adiem eventos quando possível. Entretanto, a Prefeitura esclarece que não há proibição.

Cuidado com idosos: é importante que eles evitem espaços públicos e aglomerações.

Chimarrão: é preciso evitar o compartilhamento da bebida, temporariamente.

Táxis e aplicativos de carona: motoristas devem higienizar os veículos com frequência.

Academias: devem higienizar os equipamentos frequentemente e orientar os esportistas a passarem álcool gel entre a troca de aparelhos.

Ônibus com ar-condicionado: devem andar com as janelas abertas.

Prédios, condomínios e complexos empresariais: devem disponibilizar álcool gel nas áreas de circulação, principalmente no hall de entrada.

Hipermercados e supermercados: devem disponibilizar álcool gel nos caixas a partir desta segunda-feira. Também devem higienizar com frequência os carrinhos dos estabelecimentos.

Hotéis: os hotéis devem informar a origem dos hóspedes à Secretaria Municipal de Saúde. Os dados serão mantidos em sigilo.

Agências bancárias: bancos devem disponibilizar álcool gel em áreas de circulação. Caixas eletrônicos devem ser higienizados com frequência. 

deixe seu comentário