Saúde e Bem Estar

Brasil tem 667 mortes e 13.717 casos confirmados de coronavírus

De acordo com o Ministério da Saúde, foram 114 novas mortes em relação aos dados divulgados na segunda (6) e aumento da taxa de letalidade para 4,9%
07/04/2020 - 17h:33min - Fonte: G1

Na tarde desta terça-feira (7), o Ministério da Saúde divulgou novo balanço dos casos de Covid-19 no Brasil. Foram 114 novas mortes pelo Coronavírus, o maior número no país desde o início da contabilização de mortes pela doença.

Até o momento, são 13.717 casos confirmados e a taxa de letalidade teve alta, ficando em 4,9% no momento. 

  • 667 mortes
  • 13.717 casos confirmados
  • 4,9 % é a taxa de letalidade

Na segunda (6), havia 553 mortes e 12.056 casos confirmados. Em relação ao balanço anterior, foram acrescentadas 114 mortes e 1.661 casos confirmados.

O número de casos de coronavírus em todo o mundo continua a subir e alcançou a marca de 1 milhão e 400 mil casos nesta terça-feira (7). Centenas de milhares de recuperações também foram confirmadas, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins. O rastreador COVID-19 do coronavírus da Universidade Johns Hopkins registrou mais de 292.000 recuperações desde que o vírus foi detectado pela primeira vez em Wuhan, capital da província chinesa de Hubei, no final de dezembro.

 

Situação preocupa nos EUA

O estado de Nova York registrou seu maior número de mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, 731, anunciou o governador Andrew Cuomo nesta terça-feira (7). O aumento veio depois de dois dias consecutivos de queda.

Até o momento, a covid-19 já deixou 5.489 mortos no estado de Nova York, o mais afetado pela pandemia nos Estados Unidos. Mas as hospitalizações estão diminuindo nos últimos três dias em razão das fortes medidas de confinamento tomadas, assegurou Cuomo.

— Estamos projetando que estamos atingindo um patamar de número de hospitalizações —  afirmou o governador.

As estimativas mostram que a curva "está começando a cair".

— As internações diárias em terapia intensiva estão caindo, e isso é uma boa notícia. A quantidade de intubações está diminuindo, e isso é uma boa notícia — acrescentou.

O governador pediu aos moradores de Nova York que não deixassem suas casas, a menos em casos estritamente necessários.

— O que fazemos afeta o número de casos, nossa conduta afeta o número de casos —  lembrou.

deixe seu comentário