Saúde e Bem Estar

Estado distribui vacinas para primeira dose de 162 mil pessoas contra a Covid-19

341 mil doses da CoronaVac chegaram nesta segunda-feira à noite em Porto Alegre
19/01/2021 - 15h:44min - Fonte: Governo RS

Um esquema de logística da Secretaria da Saúde (SES) na manhã desta terça-feira (19/1) garantiu o envio, para todo o Estado, de 170,8 mil doses da vacina contra a Covid-19. De Porto Alegre, as doses foram encaminhadas via aérea e terrestre para a Capital e para as 18 coordenadorias regionais da SES, de onde será feita a distribuição a todos os municípios do Estado.

Inicialmente, o público a ser vacinado são os profissionais de saúde da linha de frente na pandemia em hospitais, Atenção Básica e rede de urgência e emergência, pessoas acima de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência de Idosos (ILPI) e população indígena aldeada.

Na segunda-feira (18/1) à noite, um lote com o total de 314,8 mil unidades da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan produzida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, chegou ao Rio Grande do Sul. Metade dessa quantidade fica reservada pela SES para envio posterior aos municípios, assegurando quantitativo suficiente para a segunda dose de todos vacinados, com a segunda aplicação de duas a quatro semanas depois da primeira. A outra metade teve o envio realizado nesta manhã. O total enviado é destinado a um público estimado de 162 mil pessoas, acrescido de uma margem extra de aproximadamente 5% por segurança (reserva técnica em casos de avarias ou perdas de doses).

Vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior acompanhou o embarque pela manhã.

Vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior acompanhou o embarque pela manhã. - Foto: Divulgação/SES

Os primeiros envios a partir da Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (Ceadi) da SES, em Porto Alegre, ocorreram para o Aeroporto Salgado Filho. De lá, um helicóptero e um avião bimotor da Secretaria de Segurança Pública do RS enviaram as doses às regionais de Caxias do Sul, Erechim e Palmeira das Missões, onde chegaram ainda na terça (19) pela manhã. Vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior acompanhou o embarque pela manhã.

Helicóptero foi uma das aeronaves utilizadas em parceria com a Secretaria de Segurança Pública.

Helicóptero foi uma das aeronaves utilizadas em parceria com a Secretaria de Segurança Pública. - Foto: Divulgação/SES

Um segundo envio aéreo ocorreu no início da tarde, com destino a Carazinho e Santo ngelo. Em cada um desses destinos, as doses começaram a ser divididas entre as cidades da coordenadoria regional correspondente. A previsão é que entre esta terça e quarta-feira todos os 497 municípios do Estado já estejam com as duas cargas recebidas.

Envio por transporte rodoviário partiu de Porto Alegre nesta manhã.

Envio por transporte rodoviário partiu de Porto Alegre nesta manhã. - Foto: Divulgação/SES

Ainda de manhã, na Ceadi, os demais envios foram sendo carregados às demais regionais. Por volta de 10h30, todas as coordenadorias que fariam o transporte rodoviário já haviam tido as camionetes carregadas com as caixas térmicas que armazenam as vacinas em temperatura controlada. Assim como a Secretaria de Saúde de Porto Alegre, que ainda de manhã retirou a sua parcela de 51,6 mil doses no local, encaminhando para a Vigilância em Saúde de Porto Alegre.

Distribuição entre os municípios

A distribuição das doses de vacina por município está sendo consolidada, nesta terça-feira (19/1), pelas 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRS) e no nível central da Secretaria da Saúde (SES), de acordo com os critérios populacionais dos grupos prioritários. A lista final será compilada e validada pelas SES.

Após, as prefeituras dos 496 municípios devem retirar na respectiva CRS o quantitativo proporcional à população a ser vacinada. A exceção foi Porto Alegre, que pela proximidade de volume maior do lote realizou diretamente a coleta na Ceadi. Toda a população dos grupos prioritários será vacinada, mesmo que em um segundo momento, devido à quantidade de doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

deixe seu comentário